Propriedades do óleo de rícino – Para que serve?

Os principais componentes químicos do Óleo de rícino são: ácido ricinoleico, ácido oleico, ácido linoleico (ácido gordo Omega-6), ácido α-linolênico (ácido gordo alfa-linolênico – Omega-3), Ácido esteárico e ácido palmítico. Abaixo, você confere quais benefícios cada um desses compostos propiciam para a saúde do seu corpo, o que no geral serve como uma tabela de propriedades do óleo rícino.

Por mais que não estejam nos tópicos, também se sabe o óleo de rícino faz o cabelo crescer de forma mais rápida, o que é ideal para quem sofre de falhas capilares, calvície ou então tem o interesse de consumir um tônico capilar natural.

óleo de ricino

O ácido ricinoleico é conhecido por:

  • Aliviar a dor causada por dores musculares e dores nas articulações
  • Acalmar a comichão, inchaço, inflamação, cortes e infecções fúngicas
  • Combater as bactérias causadoras de acne e aliviar a pele propensa a acne
  • Prova de atividade antimicrobiana
  • Limpar o congestionamento
  • Aumentar a circulação
  • Aumentar o crescimento do cabelo
  • Amaciar e hidratar o cabelo e a pele com umidade profunda durante a reparação da ruptura
  • Equilibrar os hormônios
  • Eliminar as toxinas corporais apoiando o sistema linfático

Vale lembrar que esse compõe 90% do Óleo de rícino, em média, segundo as pesquisas.

Ácido oleico

  • Manter a suavidade, a suavidade e o brilho da pele e do cabelo
  • Estimular o crescimento de cabelo mais espesso, mais longo e mais forte
  • Reduzir o aparecimento do envelhecimento, tais como rugas prematuras e linhas finas
  • Eliminar a caspa, apoiando assim o crescimento do cabelo
  • Aumentar a imunidade
  • Apresentar propriedades antioxidantes
  • Prevenir inflamação articular, rigidez e dor

Ácido linoleico

  • Hidratar o cabelo e promover o seu crescimento
  • Facilitar a cicatrização de feridas
  • Ser emulsionantes eficazes na formulação de sabões e óleos de secagem rápida
  • Prova de propriedades anti-inflamatórias
  • Acalmar a acne e reduzir as hipóteses de surtos futuros
  • Promover a retenção de umidade na pele e no cabelo
  • Fazer com que os óleos se sintam mais finos em consistência, sendo assim benéfico para uso na pele propensa ao acne

>> VEJA TAMBÉM: cuidados diários com a pele – o que você deve fazer <<

Ácido linolenico:

  • Diminuição da inflamação
  • Controlar a coagulação do sangue
  • Aliviar a dor articular e facilitar a rigidez para melhorar a flexibilidade
  • Ser um ácido gordo essencial ômega-3

Ácido esteárico:

  • Ter propriedades de limpeza que purguem a sujidade, o suor e o excesso de sebo do cabelo e da pele
  • Ser um agente emulsionante ideal que liga água e óleo
  • Os produtos de ajuda permanecem potentes quando armazenados por longos períodos de tempo
  • Condição e proteger o cabelo de danos sem diminuir o brilho ou fazê – lo sentir pesado
  • Ter propriedades de limpeza excepcionais
  • Amolecer a pele

Ácido palmítico: 

  • Com propriedades emolientes
  • Amolecer o cabelo sem deixar resíduos gordurosos ou pegajosos

Se ainda tiver dúvidas de como usar o óleo de rícino no seu dia a dia veja mais dicas e fique por dentro do assunto para garantir a sua saúde do seu cabelo e pele!

sakagura Autor