Prof. dr. Memet Ozek: como tratar? a espasticidade é um dos melhores neurocirurgiões pediatras do mundo

O Professor dr. Memet Ozek é um dos melhores neurocirurgiões pediatras no mundo. Com uma carreira? há mais de 25 anos, o prof. dr. Memet Ozek, e, f?cortar mais de 1000 de ópera?ii as crianças que estão sofrendo? devido a spasticit??ii, como resultado do impacto?do cérebro.

explicar? sobre as grandes causas spasticit??ii, a importância?do diagnóstico?e a detecção precoce ?sua op?as opções de tratamento desempenho, no caso dos pequenos pacientes?eu. Ace?tia pode fazer um progresso incrível se? resorts da família? em o melhor? equipe? especiais?você ?ele está envolvido? passo-a-passo na recuperação que dura? o pu?na caixa? na maturidade.

Tabela de conteúdo

Espasticidade: causas

O Professor, são as principais causas de spasticit??ii para as crianças?

Prof. dr. Memet Ozek: primeiro, nós precisamos? falamos sobre a paralisia cerebral? ?as causas que podem gerar a seguinte: trauma na cabeça, na medula espinhal, doenças neurodegenerativas, paraparezele espástica hereditária ?eu hipóxia. O que isso significa? paralisia cerebral?? Isso significa que ele? na verdade, o dano é ?o tecido do cérebro a partir do estágio no útero, durante a an?nascimento ou no período neonatal, i.é.,? no primeiro lun? da via??. Assim, no nível cerebral, está acontecendo? algo, e uma parte ?o tecido do cérebro é afetada. O que significa? c? não vai funcionar?jonas, normalmente, nunca, mas o problema não vai piorar. é uma consequência?? este evento infeliz. Mu?chii não?tri são de controle?de 3 estruturas: a primeira é representada? um centro de nosso cérebro que ativam? mu?chii, o segundo é outro centro que inibem? ?o terceiro é o reflexo de m?duvei spin?o país.

Se? o centro do inibidor de sofrer? devido a um trauma, em seguida, o controle é tomado por centros de estimulantes, o que leva a espasticidade. O problema spasticit??ii não é apenas limitando as capacidades??ii de mim?que. Pacientes?ii, não há?tri são os filhos ?com o tempo, eles crescem. ?apesar de os programas de recuperação, numa boa? dia, mais cedo ou mais tarde, o desenvolvimento normal? ?naturais? ele irá parar, e a uci?dos pacientes?vou começar? se deteriorar. Ace?tia crescer??ime, os ossos, alongar-se, e o mu?chii afetar?da espasticidade não ?na etapa com isso? desenvolvimento. ?em seguida, a capacidade para mim?que será limitada?. Em outras palavras, o dano ao cérebro? não é grave?, mas? o quadro clínico está se tornando mais grave. É por isso que, nós estamos falando sobre o tratamento a longo prazo.

A espasticidade ?eu na?o crescimento prematuro?

Existem? muito?crianças que nascem prematuramente esses dias ?que, mais tarde, ter que lidar com o que? com problemas de espasticidade. Quais são os sintomas spasticit??ii ?quando você tem p?rin?ii? vá? para um especialista?

Prof. dr. Memet Ozek: Existe? ele?para chamá-lo?ii bebês?com o aumento do risco de espasticidade. Se? uma criança na?você , antes que os anos 30?o pt?semanas, em seguida, falamos de um aumento do risco de espasticidade. Nestes situação?ii, a recomendação é de que a recuperação? iniciar? assim que possível, mesmo se? uci?o paciente não está presente? sinais de espasticidade. S? v? explicar a razão! S? dizemos que c? uma criança de apenas um mês? apresentar-me? uma deficiência cerebral? em uma zon? do cérebro! Para este? idade? concurso?, Eu não existo? sinais de que? índice problema para c?, nos dois primeiros? meses de vida??, apenas centros subcorticali estão ativos.

Realmente ?um professor de neurologia pediátrica? pode ser difícil? detectar sintomas clínicos. É por isso que, no caso de crianças com risco aumentado, temos f?corte? um investigar?ie ressonância?? o magnético?. E seguindo esta investigação?ii, podemos descobrir uma zon? esticada? no cérebro afetado?, mesmo se? o quadro clínico da criança show? o normal. Mas os sintomas ?ela déficits neurológicos vai ap?ruim ?eu vai se manifestar no final do primeiro ?seis meses de vida. A recuperação deve ser iniciado? mais cedo, antes dos sintomas? aparecer?. O primeiro tratamento de spasticit??ii está se recuperando. Nestes situação?ii, chamada?m a neuroplasticidade, i.é.,? a capacidade das células para assumir a função?levar as pessoas afetadas. Este fenômeno pode beneficiar melhor no primeiro ano de vida. O que significa? c? o primeiro ano é o mais importante em que sentido?você o trabalho de reabilitação.dos afetados.

Ele?adar recomenda?eu gostaria de investigar?levar a ressonância?? magnético? s? ser f?corte? quanto mais cedo?

Prof. dr. Memet Ozek: Sim, em crianças com risco aumentado é o melhor? condutor?. Se? ele depisteaz? um problema?, a recuperação deve ser iniciado? assim que possível, mesmo se? o paciente parece normal. Assim, podemos nos beneficiar, bem como o de neuroplasticidade. No final da idade de 6 meses ?até? em um ano, o quadro se torna cada vez mais clara.

A espasticidade ?a sua importância?para recuperar?médico

Quem são eles ?as chances de recuperação se? p?rin?ii não acabar com a criança para o médico no primeiro ano?

Prof. dr. Memet Ozek: não você? pode-r?responder com precisão, mas ?as chances de recuperação são muito mais baixos. A luta pode ir com várias armas. Então, vamos começar com . Além disso, existe? certos medicamentos que são tomados por via oral?. Os efeitos não são str?lucite, mas eles podem gerenciar determinadas situações?ii. A filosofia do nosso?tratamento spasticit??ii é o próximo?seguinte: se? para fazer isso corretamente ?em tempo, a recuperação pode ajudar a 50 por cento? dos pacientes?ii com espasticidade, pode vencer, não levam à recuperação do sut? por cento, mas os pacientes?ii pode lidar com isso. S? veja como é o procedimento?m no caso de os outros 50%.

A avaliação precoce é muito importante?, e, em seguida, aplicar?m vários métodos cirúrgicos. ?eu não mim? consulte a intervenção?ii ortopédica, mas no opera?ii para espasticidade. Isso para c? você tem? trat?Eu espasticidade. Em alguns centros médicos do mundo, para fazer as intervenções?ii ortopédicos em uma idade muito jovem. Mas? se? eles fazem intervenção?ii ortopédicos, para não tratar? a espasticidade, mas apenas tentar? a adaptação do corpo à condição?tomar espástica?. O problema é c? o corpo da criança está crescendo?tere, virar.

Por isso precisamos do tratado? a causa do problema, em primeiro lugar?

Prof. dr. Memet Ozek: as Fases do tratamento são: recuperação de cirurgia spasticit??ii ?e então, a cirurgia do aparelho locomotor, i.é.,? intervenção?informações ortopédicos. E a cirurgia pasticit??ii-é da responsabilidade do neurocirurgião pediatra.

imagem17-06-2018-19-06-12

Espasticidade: tratamento

Quais são os métodos modernos de tratamento cirúrgico? para spasticit??ii?

Prof. dr. Memet Ozek: Existe? muitas abordagens?ri cirúrgico de neurospasticit??ii. Eles dependem mais?fatores, idade, sendo uma das agulhas?tia. Em seguida, dependem do tipo de espasticidade: pode ser focal?, localizado? apenas uma perna, ou geral?, tetraspasticitatea. Em func?ie do ace?sua fatores, mas ?eles?que esperar?os países da equipe médica ?da família, a quem deve? coincidem?, nós podemos decidir o tipo de intervenção?ou seja. Eu respeito dorin?familiares, mas às vezes?que esperar?os países são muito grandes. É por isso que, durante a avaliação?e, peço-lhes que eles são?que esperar?países da intervenção?ii.

Eu não sou mago, sou muito bom neurocirurgião, mas eu não posso fazer maravilhas. Existem? muitos limite?ri na a func?ou seja, a gravidade do caso ?- os sair de cada situação?ou seja, na mão. Se? o diagnóstico?m a espasticidade focal?, tente primeiro?m injeção?a toxina? o botulino?. Aplicar? u?ou, o custo? pu?em, embora? deve ser repetido em 6 meses. A injeção da toxina? botulínicas? Eu não curar? a espasticidade, o seu objectivo é o relaxamento do músculo? para u?odeio exercício?a recuperação. Em 70 por cento? dos pacientes?eu, injeção?a toxina? botulínicas? são muito eficazes se? são de boa f?bonito. Em outros casos, podemos recomendar neurotomia seletiva?. O que implica isso? Se? por exemplo, dois mu?chi são responsáveis pelos problemas de mim?o que ?íntimo do nervo que inerveaz? ace?você mu?chi ?eu oper?Eu este nervo. Assim, o mu?chii receber menos?receber sinais ?eu não sou espástica. Para espasticidade generalizada?, vamos fazer uma intervenção?ie chamado? rizotomie dorsal? seletiva?, o que é feito na região da coluna lombar?, o princípio deste tipo de intervenção?ii estar lá? reduzir o impulso que recebemos para o cérebro, na área do espástica?. Em crianças que sofrem? da espasticidade impulsos recebidos do cérebro é muito mais poderoso, e o r?para responder a esses impulsos é muito mais poderoso. Ele?para c? se? reduzir a compulsão, reduzir ?i r?a resposta a esse estímulo. E este princípio de intervenção?tomar dateaz? agora um sut? anos.

Eu operá-lo?o pt?semanal 2, 3 casos de rizotomie dorsal? seletiva?. Existem mais? uma op?a opção de tratamento ?a saber, a implantação de uma bomba para baclofen. Esta é uma droga altamente eficaz na m?viúvo? para reduzir os impulsos ?e estimular anormal?. A droga pode ser administrada ?a forma oral?, mas ela não tem que?eficácia para a c? existem? um foco?ie pequeno? na área de subaracnóide?. Pela implantação da bomba, a droga é melhor administrado, especialmente em casos de espasticidade pós-traumático? ou no da espasticidade mo?- me? genética. Mas existem? algumas limitações desta terapia: a bomba é caro?, e o paciente deve? vinho? 5 meses para encher a bomba com a medicação.

Existem? estatísticas?de eficácia??ii esses métodos?g>

Prof. dr. Memet Ozek: Existe? figuras muito bom, mas? tudo começar? a partir de?que esperar?países com respeito a um particular? intervenção?ou seja. Se? digamos que c? o resultado de uma intervenção?ii foi bom, você entendeu? definir o que isso significa? ?boa?. Existem? métodos de avaliação?m o grau de espasticidade de uma criança, e o sucesso de um método é relatado? . Se? estabelecer o perfil correto de um paciente ?eu a escolher o melhor candida?para a intervenção?o sucesso cirúrgico rizotomiei dorsal seletiva é de sut? por cento. Mas existem? sempre melhorar a si mesmo.t??iri, em cada caso. A questão que se coloca está relacionado? o grau de satisfação?ou seja, para a fa família?? resultados. É por isso que estou ensinando??no momento c? é muito importante? falar com a família antes da intervenção?tomar cirúrgico?. Fique a vontade? com cada família. Se? parece-me c? não vai ser nunca? mul?umi?com os resultados, eu não faço intervenções?tomar.

 

Espasticidade: o quanto você está tomando? programas de recuperação de médico?

Mul?ela o q?eu suponho? c? o trabalho de recuperação ?o resto dos tratamentos termina depois? intervenção?o ie?

Prof. dr. Memet Ozek: ?como eu disse, alguns dos?que esperar? na maravilhas ?eu não posso fazer isso. Depois? 25 anos de experiência?? no campo da neurocirurgia pediátrica, descobri ainda? algo importante: você precisa? educar?m as mães de crianças com problemas ?eles?aqueles que estão trabalhando? de agulhas?tia. No departamento de eu conduzir, educar?m mães como ele? tornar? o melhor fizioterapeu?- los para seus filhos.

Se? transformar?m as mães, os membros das equipes que fazer? de crianças ?as chances de sucesso?? para a recuperação a longo prazo crescer espetacular fa?? a partir dessas crianças, onde a família não está muito envolvido? no trabalho de recuperação, mas apenas ir com o filho em um centro de recuperação. Uma criança com espasticidade tem? fazer? exercício?ii recuperação mínima de uma hora? no dia, é por isso que é muito importante o papel da mãe no processo de recuperação.

A espasticidade ?recuperação depois? opera?ie

O que é o protocolo para a recuperação depois? opera?o ie?

Prof. dr. Memet Ozek: No caso de neurotomiei seletiva, situação?tome-a o mais simples?, bebê st? apenas um dia no hospital. No caso de rizotomiei, a criança deve? recuperar?turi por um fisioterapeuta especializado em tais questões. Isto é porque os pequenos pacientes?? aprender?é o que isso significa? a normalidade, para c? vem depois? mul?anos de espasticidade. E isso pode durar ?eu dou? meses. Faço essas intervenções?ii há 25 anos ?eu tenho uma equipe? muito bom? especiais?você no departamento. Fizioterapeu?ii, não há?tri funciona? sob a coordenação de especial?’neurocirurgia pediátrica?. Nós temos um laboratório de análise? para mim?c?de mim?sur?me deu a habilidade de mim?que de cada um?rui paciente com a ajuda da tecnologia cumputerizate ?assim, podemos comparar a situação?o pré ?eles depois? opera?ou seja.

Trabalho?- me com um bom neurologista infantil que avalia? ace?você pacientes?eu, temos um bom especialista em ortopedia. ?eu, por último, mas não menos importante, temos um anestesista, muito bom, eu já trabalhei com 26 anos. Presença?um bom especialista em anestesia é vital? para c? isso é diferente? fa?? de outras intervenções?ii. Se? em outras ópera?ii, é a necessidade de relaxar o músculo?, aqui podemos recorrer ao estímulo?ri ?eu para mim?sur?ri dos pulsos ?e por isso, não podemos colocar mu?a evasão escolar no resto. A anestesia deve ser administrado? em?a forma como foi? pode ser de mim?surat? a cada minuto contrato?tomar muscular?. Doses devem ser ajustadas ?tendo em conta estas coisas?para c? é um trabalho? equipe?. Não se trata de uma ?show de um homem?, mas um trabalho? equipe?.

O que você tem? ?você pacientes?ii do str?em?tate, que vêm até vós para a intervenção?ii?

Prof. dr. Memet Ozek: 60%? dos pacientes?ii, não há?tri são de fora da Turquia na Alemanha até? no Cazaquistão. Ele?para c? uma equipe? médico? de nós ?manter a perna?shift com as famílias. Ace?tia nos enviar um vídeo com seu filho, como s? veja se? isso pode ser feito ou não operar?tomar. Em seguida, as equipes podem mover-se em determinados centros de str?em?tate para avaliar casos ?eu vejo o dac? são candidatos na ópera?ou seja. Depois? intervenção?ou seja, estamos em contato com a família, lu?Eu amarrá-lo?shift mensal. Eles gravaram? periodicamente vídeos com os pacientes?ii ?eu enviá-las. Em seguida, temos a análise?m ?vamos enviar-lhes recomendaria?ri ?até mesmo vídeos com o exercício?a informação que precisa? posso fazê-las?. Assim, a recuperação pode continuar a partir de uma distância?? depois? indicar?nossas posições!!! E para muitos os casos em que?i região, podemos enviar uma equipe? do qual ele faz parte ?um fisioterapeuta como? atender, mistura? com as famílias ?? vê? o que eles f?cortar mais. Fazemos isso em Belgrado, capital da jordânia, Amã, Cazaquistão, Uzbequistão, Azerbaijão, Macedônia.

Quais são as condições?o reú?o sucesso de intervenções??

Prof. dr. Memet Ozek: como oper?para mim, o mais cedo que os resultados são melhores. Com a forma como danos ao cérebro? é maior, é menor?, portanto, os resultados são melhores. Se? existem? pacientes?- os em uma condição não muito boa? ou que tenham sido tratar?é o gre?é, mas os danos ao cérebro? não é muito alto, o resultado pode ser impressionante. Mas existem? ?as crianças que começaram a recuperação inicial: se? deficiência cerebral? é ótimo que os resultados podem não ser tão bom. É por isso que, como eu disse, a avaliação de f?corte? tão cedo como é vital?.

Assim, a coleção?- me todas as informações?informações sobre o caso ?tim quão grande é o dano cerebral?, quando deve ser iniciado? recuperação ?eu chamá-los de p?rin?e o que podemos fazer para o seu filho. Extremamente importante é que cada paciente? ser avaliada por uma equipe? multidisciplinar?, formato? para o neurocirurgião, pediatra, neurologista, fisioterapeuta ?o seu ortopedista. Discutir?Eu caso ?eu, em seguida, configurar os algoritmos de tratamento ?é o protocolo pós-operatório. As famílias que têm uma criança com tais problemas que precisam? ?você c? existem? a probabilidade de que a longo prazo? ser precisa ?outra intervenção?ii cirúrgico, pequenas intervenções?ii correção necessária em mim?sur? que criança cre?você. Assim, o paciente deve seguir?rito? na conclusão do processo de cre?tere, para b?o ie?eu, até? aos 16, 17 anos de idade, as meninas, talvez mais cedo, até? no início da menstrua?- os.

Autor