Glioblastoma: definir?ou seja, sintomas, causas, diagnóstico, tratamento

Glioblastoma: definir?ie

Glioblastoma é o mais comum? ?eu agressivo? formulário? de entre os adultos?s, mas talvez ap?ruim ?eu para crianças. De acordo com , cerca de 23.000 pessoas foram diagnosticadas no ano de 2015, com diferentes tipos de câncer no cérebro. Em que sentido?a incidência?para glioblastomului, ela afeta? 2-3 pessoas por 100.000 habitantes a cada ano ?eu tenho que fazer? 52% de todos os tipos de câncer no cérebro.

O prognóstico desta doença é bastante reservado, com uma estimativa de c? a esperança?a via??, no momento do diagnóstico?do país, é, no máximo, 15 meses. Tudo depende, no entanto? do cara ?é a localização do tumor, a sua taxa de evolução?ou seja, r?responder ao tratamento, mas ?sua idade ou condição geral? s?n?tate do paciente. Por exemplo, 25% das crianças diagnosticar?com glioblastoma ter uma esperança?? da via?? que pode chegar a 5 anos ou até mais do que no momento do diagnóstico.
As estatísticas mostram? c? estes tumores cerebrais ocorre com o prec?dere entre os adultos?os participantes com idades entre os 45 ?Há 70 anos, observando-se um rato? u?eles cresceram? entre as mulheres.

Glioblastoma, chamado ?ela glioblastoma multiforme, levá-na?o crescimento das células gliais do cérebro ?pode ser de 2 tipos: glioblastoma primário (de novo ? com maior frequência? ?eu agressivo? tumor? maligno? acidente vascular cerebral?) ou glioblastoma secundário (é mais raro ?eu tenho uma evolução?ie lento?).

Em func?ie dos sintomas, o tipo de glioblastoma descoberto ?eu de o estado de s?n?tate do paciente, o tratamento da const? remover?a remoção cirúrgica? para, radioterapia, quimioterapia, ou em terapias que estão ainda? no faz? experimental?, mas o que oferecemos? resultados promissores??tudo.

Tabela de conteúdo

Glioblastoma: sintomas

O Manifesto?países glioblastomului são graves ?eu aparecer de repente, como um resultado de desenvolver?de rápida de células de câncer no cérebro. Porém seus sintomas podem ser diferentes em função?ie local ?é o tamanho do tumor. Entre os sinais mais comuns de glioblastomului está num?r?:

  • As fortes dores de cabeça (causada pela pressão intracraniana? aumentou?)
  • Pesada?ele ?eu v?rs?links
  • Sl?biciunea muscular?
  • Chateado?países de equilíbrio ?sua memória
  • A confusão
  • Irritabilidade aumentada?
  • Crises epilépticas
  • Os problemas de exibição (modo de exibição no??, duplo com vista?)
  • Chateado?os países da língua (, , anomia, etc.)
  • Falta de apetite
  • Tremor
  • Ame?erro
  • A insônia

Todos esses sintomas podem ser causados ?outra condição?iuni ?eu não ponto? necessariamente?a presença de ratos?um!

Glioblastoma: causas

Porque glioblastomului não é conhecida no momento?, mas o especial?você sabe que b?Eu acho? anormalidades genéticas podem ter um papel importante. Além disso, a ace?tia atrair a atenção?assumir alguns dos fatores que podem aumentar o risco deste tipo de câncer no cérebro, tais como:

  • Idade ? glioblastoma ocorre com o prec?dere em pessoas entre as idades de 45 ?eu de 65 anos de idade. No entanto, não são? ?sua casos entre crianças.
  • A exposição à substância?é tóxico ou irradiar?ii ionizante ? incluindo a terapia de radiação pode aumentar?você o risco de glioblastoma.
  • História familiar de câncer de cérebro ? ?eu não existo? provas suficientes em relação a isso, o risco de transmissão de determinados genes de favorecimento? aparecer?tomar glioblastomului poderia ser maior entre aqueles que tinham na família de tais casos.

Glioblastoma: diagnóstico

Se? o médico de família suspeito? existência?de um tumor no cérebro, é provável que leva o paciente a um neurologista. Em func?ie dos resultados obtidos?obtida após o exame neurológico (verificar a audição, a visão, o equilíbrio, a coordenação?e, de reflexos ?seus sintomas), o médico pode recomendar uma série de testes. Estes incluem:

  • curso com substância?? contraste
  • CT com a substância?? contraste ()
  • PET/CT (tomografia computadorizada? emissão positronic?)
  • Biópsia de acidente vascular cerebral? ? envolve a colheita de um fragmento do tumor?, com a ajuda de uma agulha especial

O diagnóstico de certeza é estável?você com base no que o exame de patologia ?sua análise imuno-histoquímica realizada em um fragmento de tumor? colhido por biópsia.

Em func?ou seja, o tipo, a localização ?e de expansão do tumor, o neurologista irá apreciar o prognóstico, mas ?é o método ideal? tratamento.

A taxa de sobrevivência das espécies.uire mediana? no caso de pessoas com glioblastoma é de 15 meses, se é respeito? o tratamento recomendado pelo médico. Taxa mediana? significa? c? quase metade?tate dos clientes?eu decedeaz? neste intervalo, embora? cada indivíduo é diferente ?já houve casos de sobrevivência da espécie.uire certo ?em 5 anos a partir do diagnóstico, mesmo se? eles são muito raramente encontrado.

O prognóstico glioblastomului depende muito da idade do paciente (glioblastoma diagnosticado mais cedo do que a idade de 50 anos é o rato? r?para melhor responder? o tratamento, portanto ?seus pacientes?ii sobreviver?uiesc mais tempo), mas ?as características genéticas dos seus. Por exemplo, o status de metilação da enzima MGMT pode influenciar?r?a resposta do organismo ao tratamento de citostáticos. Quando o gene responsável? produção MGMT é inativada?, as células malignas se tornam sensíveis à agulha?a ação de cytostatics. Isso? mover?ou seja, é presente? em 20-25% dos casos de glioblastoma ?eu é um fator de prognóstico favorável.

Glioblastoma: tratamento

Tratamento glioblastomului depende do tipo, tamanho, grau ?é a localização do tumor, como assim ?sua idade foi?n?saúde geral? ?é a escolha do paciente.O método main? tratamento de const? no ressecar?tomar cirúrgico? do tumor, seguida? rádio ?ela quimioterapia, como assim ?eu drogas que têm a função de reduzir a pressão intracraniana? ou evitar crises epilépticas ?- os sintomas associados.

Em alguns casos, o tumor é reduzido? como o tamanho ?compacta?, ele?para c? pode ser removido?turat? com u?urin?? ?eu f?r? a reação?ii-efeitos. Às vezes, porém? Eu sou afetado ?eu ?os tecidos adjacentes, e os médicos-los é muito mais difícil? remover?longe de tudo? a massa do tumor?, e o opera?tomar é arriscado?, para c? as células malignas estão localizados em áreas sensíveis do cérebro ?o paciente pode r?permanece com graves sequelas (bloco?, a perda de audição, visão ou capacidade??ii para falar), ou talvez mesmo? morre durante a intervenção?levá-lo.

Como no caso de oric?rei intervenções?ii cirurgia, pode haver um risco de infecção?ii ou sangramento.

Precisamos voltar?manteve embora? c? opera?tomar é o único método? por que pode ser amenizada sintomas glioblastomului. Atualmente são realizadas a tecnologia está avançando muito.- os através da oferta de novos métodos de cirurgia de grande precisão, com o mínimo de risco.

Devido a infiltrativos, os médicos não podem alcançar um abla?ie completamente?, mas isso é possível? remover?remoção por?ação sólidos ?o seu compacto. Em outras palavras, por quanto ?o tecido tumoral é reduzido, então ?as chances de sobrevivência da espécie.uire são mais altos, mas somente se? o tumor é removido?distância? em uma percentagem de, pelo menos, 90%.

Para remover esses resíduos do tumor é geralmente? ainda , o que vem acontecendo?, em média, 6 s?o pt?semanas (5 ?edin?é no s?o pt?mão?). A reação?os efeitos da terapia de radiação diferentes? em func?ie dose? ?a eles o tipo de irradiação ?eu consistem em: dores de cabeça, fadiga?, irritar?ii no couro cabeludo, ele a ame?eli.

Porque a terapia de radiação pode causar edema cerebral, ele é recomendado? admithe de administração ao mesmo tempo? certos medicamentos que têm como substância?? active? dexametazon? ou metilprednisolona.

ela deve ser realizada? concomitantemente com a terapia de radiação ?eu, posteriormente, a tempo de ainda? 3 meses, na cura de 3 dias em cada mês. Os colaterais mais comuns?ii-efeitos da cytostatics incluir sintomas como sentimento?ie difícil??, v?rs?turi, , c?diminuir p?número de fev? ?sl?biciune muscular?, mas eles podem ser ?mantida sob controle com a ajuda de drogas específicas.

De p?cate, o risco de recidiv? é bastante alta, para que as pessoas ?ciência?? Eu estou procurando? em uma base permanente?? novos métodos de terapia, incluído no presente, em que o paciente pode aplicar, depois? uma discussão?ou seja, com o tratamento médico. Estes tratamentos experimentais dedicados glioblastomului são imunoterapia, terapia ?intit? ou terapia personalizada?. ?seus resultados são promissores??todos, estes tratamentos não oferecem? eficiência?? muito crescido?, com uma extensão de esperança?a vida dela?? com apenas 3 meses?? taxa mediana? no caso de o tratamento padrão.

Fontes: , , ,

Autor: Paula Rotaru

Autor