A diferença?de b?o ie?eu ?menina: prova ?a ciência?científica

A menina?eles gostam de cor-de-rosa ?eu jogo? com p?pu?eles ?- os unicórnios delica?i, a e b?o ie?ii preferem? s?biile ?- me?a mão de g??gioase. A questão é se? pequeninos fazer estas escolhas para c? existem? a diferença?? real? entre os sexos (na estrutura do cérebro) ou c? ele?eles direcção?trabalho? adultos?ii, f?quando as agulhas?tia escolhendo em seu lugar, ainda? a partir de na?tere?

sexo é um assunto que a desabrochar?em nossos lábios muitas vezes ?i r?d?cinco desde os tempos mais remotos. ?tim com para?ii c? a historia definiu muito claramente as mulheres do b?rba?eu ?i c o? o tempo todo, havia certas normas sociais em que você tem enquadrado cada sexo ? cor-de-rosa está associada com a menina?s ?eles azul ? b?o ie?eilor. No entanto, quais são as diferenças?reais dos sexos ?como validados são eles? Afl? ainda é o que dizem os estudos sobre a diferença?eles ?a ciência?trabalhos científicos do b?o ie?eu ?meninas!

Um estudo recente realizado entre os novos-n?scu?e não encontrou quaisquer discrepâncias?? entre os sexos em contacto com os olhos, mas quando o experimento foi repetido quatro meses mais tarde, com aqueles?infantil, meninas ?eu ter triplicado o contacto com os olhos, enquanto b?o ie?ii não aumentou quase em todos os níveis. Raio-X durante a gravidez não está presente? a diferença?é o género em termos de?o nível de atividade antes de na?tere ?eu nenhuma das fases do motor é diferente? entre b?o ie?eu ?elas as meninas e mulheres nos dois primeiros anos de vida. Mas parece-me embora? c? na idade de 3 anos e, b?o menino ambiente é mais ativo do que cerca de dois? terços das meninas. Pesquisa sobre a preferência?- os jogos ?suas habilidades??ile de rota?ie mentalmente? urm?nd que?sua palestra, com um fosso de género que ocorre apenas depois? alguns meses de vida.

A diferença?de b?o ie?eu ?meninas: o que está acontecendo?,realmente?

Algumas pessoas ?ciência?? diria que c? ?tilt?o?scute? dura? pu?em o tempo antes? obtê-lo? manifesto, mas existem? um explicar?ou seja, o que contracareaz? isso? suposição?. Outro estudo, em que os adultos?ii são indu?eu em erro sobre?genitália slide show? c? as pessoas tratam? as crianças de maneira diferente, dependendo?ie género, começando com o na?crescimento.

Outro estudo descobriu que c? as mães falam ?eu interac?trabalho? mais com as meninas, mesmo se? b?o ie?Eu não sou realmente tão sensível. Outras pesquisas?ri de ter encontrado c? a sua?ii-lhe falar mais abertamente com suas filhas sobre os tristes sentimentos, enquanto os filhos tendem a? discutir, ao invés de? sobre o sucesso ?orgulho. Ele se parece com c? as mães ?eu?ii gastar menos?com o tempo, música, leitura ?a sua história, quando se trata de b?o ie?eles ?ela se concentra? mais sobre estes aspectos artísticos ?eu literária quando ele vem para a menina?é sobre o que ?você c? Eu posso ser mais empáticas.

A diferença?de b?o ie?eu ?meninas: os criados por adultos?eu?

Bem, sim ?eu não. Os neurocientistas não tem o g?site alguma diferença?? atividade estrutural? ou neural?, com a excepção de?o fato de que? b?o ie?ii têm cérebros maiores em proporção?proporcional ao tamanho do seu corpo? mais, digamos, especial?você sabe. ?eu, o cérebro masculino é exposto a níveis mais elevados de testosterona antes ?e depois? na?terceiro, as pessoas ?ciência?? eles não podem concordar em quanto importa? na verdade, essa coisa.

A maioria das teorias são baseadas? em um kernel de verdade?número, mas são extrapolados muito além do que a permitir que padrões ?a ciência?científica, na verdade. Alguns estudos têm muito pouco?ini participantes?eu ou não estar envolvido? pessoas. Outros não podem ser replicados ou puro ?eu só estou muito u?ou refutadas ?a ciência?ific.

A diferença?de b?o ie?eu ?meninas: a conclusão

Especiais?manter recunpsc c? seria um gre?eal? s? dizemos que c? Eu não existo? a diferença?é em?scute entre o cérebro b?o ie?s ?meninas, diga ao povo ?tiin??, mas o fato de c? não detectamos nenhuma diferença?? significativamente? significa? c? eles tem? ser extremamente sutil. Em que?tempo, a investigação?países têm isso?tat c? as normas sociais?realizada por ?a ciência?distorcido? – ac?trabalho? como os profetas?ii que é auto-realizável, para que?quando as crianças não?tri ser c?Eu tenho o cor-de-rosa, ou c?Eu tenho o azul.

Autor